Após acusação de assédio, Caboclo é afastado da presidência da CBF

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, foi afastado do cargo de presidente da entidade por trinta dias após decisão do Conselho de Ética. O cartola foi acusado de assédio sexual e moral por uma funcionária da instituição.

Com o afastamento do cartola, quem assume a presidência da CBF é Antônio Carlos Nunes, o vice mais velho da instituição.

Uma reunião entre os diretores e vice-presidentes foi convocada para a manhã desta segunda-feira, 7, no Rio de Janeiro.

Rogério Caboclo foi acusado formalmente de assédio sexual e moral por uma funcionária da CBF. Na denúncia, a sua secretária diz que o presidente perguntou se ela se masturbava, além de tentar forçá-la a comer um biscoito de cachorro, chamando-a de “cadela”.

Além disso, o presidente da CBF sofre pressão de jogadores por conta da crise da Copa América, que teve a sua sede mudada para o Brasil, gerando insatisfação de atletas.
Terra

Do blog: Pensou de afastar Tite e foi afastado. Rindo com respeito!

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print

Deixe um comentário

VEJA TAMBÉM:

Thalita Moema

Aqui você pode falar um pouco sobre você, sobre o site!

Publicidade

Sobre

Links úteis

error: O conteúdo está protegido !!