Bolsonaro diz que não vão colocar inimigo na Procuradoria Geral da República

0

Enquanto o ex-presidente Lula, iniciou o processo de escolha da lista tríplice para manter a independência da PGR, o presidente Jair Bolsonaro, disse que escolherá o procurador-geral da República, que seja de sua confiança e não “INIMIGO”.

Vai chegando o fim da democracia e começa uma nova era da “ditadura”, onde querem manipular tudo a seu favor.

Mas é até admissível, já que o presidente tem em casa um filho envolvido em escândalos de servidores fantasmas e já declarou ter medo do que possa acontecer.

Em 2003, Lula foi o primeiro presidente em 14 anos, que respeitou a decisão da indicação dos procuradores, na época Dodger, substituiu Rodrigo Janot, e mesmo tendo feito vários investimentos e ações para criar um judiciário forte, assinou sua própria prisão.

Em entrevista, o presidente tem dito:

“Não quer dizer que vou desrespeitar a lista tríplice. Mas só vou acolher se incluírem um nome nosso. Não tem sentido colocar um inimigo.” Outra expressão que o presidente tem usado para definir o sucessor de Raquel de sua preferência é: “tem que ser meu peixe.”

Chega a ser uma vergonha um presidente querer manipular e tirar a independência até do judiciário.

Mas sem duvidas o povo vai ficar de olho nas ações do próximo procurador-geral da República.

___________________________________

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here