Deputados conseguem assinaturas para criação da CPI DA VAZA JATO, no RN, apenas Natália Bonavides e Beto Rosado assinaram

0

Oito deputados federais elaboraram a CPI DA VAZA JATO, conseguiram mais de 1/3 das assinaturas, equivalente a 175 no total, e apresentaram na mesa diretora da Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira 12, o requerimento para investigar a “suposta articulação entre os membros da Procuradoria da República no Paraná e o então juiz Sergio Moro“.

O texto diz que, a comissão terá como premissa analisar as mensagens vazadas, desde junho, pelo site The Intercept Brasil. “As conversas, caso comprovadas, levantam suspeitas de que o atual Ministro da Justiça e os Membros do Ministério Público agiram com parcialidade, objetivo pré-estabelecido e motivação política na investigação de processos em Curitiba”, diz trecho.

Para os parlamentares favoráveis à investigação, as conversas “os diálogos apresentados representam expresso confronto ao artigo 145 do Novo Código de Processo Civil”, que estabelece os limites para que a atuação de juízes não se enquadre em suspeição.

Apenas os deputados federais Beto Rosado e Natália Bonavides, assinaram a CPI, que tem a obrigação de ser instalada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, por ter conseguido mais que 1/3 de assinaturas. Foram deputados de inúmeros partidos que assinaram a CPI para investigar os excessos de Sérgio Moro e Deltan. 

Com a autorização, as conversas que foram vazadas pelo Jornal The Intercept, serão analisadas, o ex-juiz Sérgio Moro e Deltan, serão ouvidos. Além de todas as pessoas que a CPI vi a necessidade de questionar. Como Deltan se negou a ir à Câmara prestar esclarecimentos, foi convocado. E no caso de Moro, os deputados alegam que não foi respondido nada que questionado.

___________________________________

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here