Francisco do PT sugere inclusão de gratuidade no transporte para mulheres vítimas de violência

O deputado Francisco do PT apresentou Projeto de Lei, na Assembleia Legislativa, que sugere gratuidade temporária, para mulheres de baixa renda vítimas de violência doméstica e familiar, nos serviços de transporte público coletivo, permitidos ou concedidos pelo estado do Rio Grande do Norte.

O parlamentar destaca que no Brasil, cerca de 80% dos casos de agressão contra mulheres foram cometidos por parceiros ou ex-parceiros, 56% de brasileiras e brasileiros conhecem um homem que já agrediu uma parceira e 54% conhecem ao menos uma mulher que sofreu algum tipo de agressão do
parceiro.

“Esta proposta legislativa fundamenta-se nesses dados brevemente apresentados e normativas legais para reiterar a necessidade da ruptura do ciclo da violência doméstica, trazendo como proposição a gratuidade temporária no sistema de transporte público estadual para que a vítima consiga sair do ambiente em que está ameaçada, em busca de sua segurança”, disse Francisco do PT.

De acordo com o projeto, o exercício do direito assegurado por esta Lei dependerá de cadastramento da mulher vítima de violência doméstica e familiar no órgão gerenciador do Sistema de Transportes vinculado ao Poder Executivo Estadual, que deverá emitir um Cartão de Passe Livre temporário, válido por 90 dias, para transportes intermunicipais.

O cadastramento e a consequente emissão do cartão ficam condicionados à comprovação da condição de mulher vítima de violência doméstica e familiar e a apresentação do cartão é indispensável no ato de embarque.

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print

Deixe uma resposta

VEJA TAMBÉM

Thalita Moema

Aqui você pode falar um pouco sobre você, sobre o site!

Publicidade

  • Mídia Kit
  • Anuncie
  • Contato

Sobre

  • Politica de privacidade
  • Termos de uso
  • Sobre o Blog

Links úteis

  • Politica
  • Notícias
  • Viagens