Geraldo Azevedo, Leo Chaves e Flávio José são as principais atrações do Festival do Atum em Areia Branca

O maior evento relacionado a cultura atuneira no Rio Grande do Norte teve sua programação artística revelada nesta terça-feira (05). Em vídeo publicado nas redes sociais da Prefeitura Municipal de Areia Branca, a prefeita Iraneide Rebouças divulgou as atrações da segunda edição Festival do Atum, que acontece entre os dias 14 e 16 de novembro. Nos três dias de evento, a agitação ficará por conta dos artistas da terra e de atrações nacionais e o melhor a ENTRADA É GRATUITA.

Geraldo Azevedo:

O cantor sertanejo Leo Chaves:

E o sanfoneiro Flávio José:

No dia 15, o primeiro dia do Festival terá o agito do grupo areia-branquense Som da Ilha, que também fez parte da programação do Carnaval de 2019 na cidade. Ainda na noite, o palco é todo do pernambucano Geraldo Azevedo, cantando os seus maiores sucessos no show “Voz e Violão”, com memórias e melodias adquiridas em mais de 50 anos de carreira. Para o dia 15, que coincide com o feriado nacional da Proclamação da República, a animação é por conta do grupo Sambloco, trazendo o ritmo característico para o palco. Na sequência, é a vez do cantor Leo Chaves em projeto solo, prometendo o tradicional sertanejo romântico que marcou a sua carreira, desde a parceria com o seu irmão Victor, no grupo Victor e Léo. No encerramento do Festival, o grupo Bota Pra Torar abre a noite com o tradicional e nordestino forró, esquentando o público para a apresentação de Flávio José, um dos maiores musicistas do gênero no país. “A melhor parte é que tudo isso acontece para girar e dar força a nossa economia local, no turismo, no comércio e no serviço”, disse a prefeita.

Festival do Atum

“De Areia Branca Para o Mundo”. Com esse lema, acontece a segunda edição do Festival do Atum (antes Festival Gastronômico do Atum), marcado para acontecer entre os dias 14 a 16 do mês de novembro na cidade. O Rio Grande do Norte é o maior produtor de atum do Nordeste, concentrando cerca de 70% do fornecimento regional da região — onde destes, 60% é produção de Areia Branca, segundo dados da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN). A pesca comercial do atum é um negócio que movimenta mais de 270 milhões de dólares em todo o Brasil, produzindo cerca de 50 mil toneladas por ano.

A sazonalidade do evento não significa que a atenção dada ao atum tenha data de validade até o fim do festival. Todas essas atividades são parte da iniciativa da consolidação do pescado como um símbolo exponencial da economia de Areia Branca, buscando atrair recursos e benefícios para o município, na forma do crescimento do comércio e da indústria. “Se nós temos 60% de 70% do pescado do estado, devemos investir para que isso aconteça na nossa cidade. É isso que vai gerar emprego, renda e fazer o dinheiro circular aqui dentro”, defendeu a prefeita.

 

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print

Deixe uma resposta

VEJA TAMBÉM

Thalita Moema

Aqui você pode falar um pouco sobre você, sobre o site!

Publicidade

  • Mídia Kit
  • Anuncie
  • Contato

Sobre

  • Politica de privacidade
  • Termos de uso
  • Sobre o Blog

Links úteis

  • Politica
  • Notícias
  • Viagens
error: O conteúdo está protegido !!