1
2
3
previous arrow
next arrow

Instituto contratado por TV de candidato derrotado José Agripino, é condenada por manipular pesquisas em 4 estados

O Instituto é investigado e em alguns estados condenado por conflitos de informações, o Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí e Paraíba, são exemplos.

No Mato Grosso, a Real Time Big Data, apontava empate técnico entre os candidatos Mauro Mendes (DEM) e Pedro Taques (PSDB), o candidato do DEM, entrou na justiça e apresentou outras amostras de outros institutos, a justiça determinou que fosse retirada do ar, acusada de manipulação e o Instituto foi multado em R$ 10 mil. O resultado da eleição, do dia 7 de outubro, 1º turno, Mauro Mendes (DEM) que liderava todas as pesquisas, foi eleito 58,69% dos votos válidos.

No Mato Grosso do Sul, o mesmo Instituto, apresentou uma pesquisa no dia 26/09, colocando Reinaldo Azambuja (PSDB), na liderança com 36% apontando vitória no 1º turno,  mas a eleição foi para o 2º turno, com o Juiz Odilon (PDT), foi alegado a mesma coisa, falta de informações. A Justiça determinou que a pesquisa fosse retirada do ar e foi para o 2º turno, e Reinaldo ficou com 44,61% e o Juiz Odilon, 31,62%.

Já na Paraíba, a Justiça Eleitoral, condenou o Instituto Real Time Big Data, que realizou e divulgou pesquisa de opinião pública, sem fornecer informações que comprovem sua transparência e veracidade. O Instituto, apontou mais um empate técnico, entre os candidatos João Azevedo (PSB), que mostrava estar com 28%, José Maranhão (MDB) com 22% e Lucélio Cartaxo (PV), 21%. A eleição, terminou no 1º turno, dando vitória a João Azevedo que venceu com 58,18%.

Este Instituto deu empate técnico entre os candidatos à governadores Carlos Eduardo e Fátima, no RN. A candidata Fátima Bezerra, lidera em todas as pesquisas, a do Instituto SETA, que acertou todos os cenários no 1º turno, apontou que ela está com 12 pontos a mais que o candidato Carlos Eduardo.

Esta pesquisa foi paga pela TV de José Agripino, que foi candidato à deputado federal pela coligação de Carlos Eduardo e perdeu.

O Instituto condenado, apontou que Carlos Eduardo estava com 49% e Fátima 51%.

É desespero demais!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

VEJA TAMBÉM:

error: O conteúdo está protegido !!