Médico com corona relata medo e alívio com cloroquina: ‘Medicação certa’

Um dos casos confirmados de coronavírus na capital paulista, o cardiologista Felipe Santos, 31, está em casa há uma semana, mas passou seis dias internado —dois deles na UTI— com quadro grave de falta de ar, tosse, dor no corpo e febre. Ele relatou ao UOL melhoria nos sintomas após os médicos, atendendo a um pedido seu, começarem a ministrar cloroquina combinada com azitromicina (antibiótico).

O uso da cloroquina —empregado no combate ao lúpus e artrite reumatoide— no tratamento contra o coronavírus vem sendo amplamente discutido em todo o mundo. Ministério da Saúde anunciou que vai liberar a partir de amanhã 3,4 milhões de unidades do medicamento para serem usados em pacientes graves do novo coronavírus. Testes clínicos será feitos no Brasil com cerca de mil pacientes.
UOL

 

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print

Deixe uma resposta

VEJA TAMBÉM

Thalita Moema

Aqui você pode falar um pouco sobre você, sobre o site!

Publicidade

  • Mídia Kit
  • Anuncie
  • Contato

Sobre

  • Politica de privacidade
  • Termos de uso
  • Sobre o Blog

Links úteis

  • Politica
  • Notícias
  • Viagens
error: O conteúdo está protegido !!