Presidente do TSE da Bolívia é presa

O Departamento de Análise Criminal e Inteligência (DACI) da Polícía Boliviana, em La Paz, deflagrou uma operação atendendo uma ordem judicial contra os membros da corte por suspeita de fraude no processo de apuração das eleições presidenciais de 20 de outubro, nas quais o presidente Evo foi reeleito para um quarto mandato, mas sob fortes denúncias de irregularidades por parte da oposição.

Uma entrevista coletiva será dada pelas autoridades sobre essa operação, iniciada após o Ministério Público do país anunciar que os membros do TSE seriam processados devido às fraudes detectadas pela Organização dos Estados Americanos (OEA) em uma auditoria das eleições.

Ainda neste domingo, ao apresentar sua renúncia, Choque Quispe disse que havia tomado a decisão para se submeter a “qualquer investigação”.

Com informações da EFE

Do Blog: Evo Morales disse em seu twitter que:
“Eu me demiti para que Mesa e Camacho não continuem perseguindo, sequestrando e maltratando meus ministros, líderes sindicais e suas famílias e para que não continuem prejudicando comerciantes, guildas, profissionais independentes e transportadores que têm o direito de trabalhar.”

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print

Deixe uma resposta

VEJA TAMBÉM

Thalita Moema

Aqui você pode falar um pouco sobre você, sobre o site!

Publicidade

  • Mídia Kit
  • Anuncie
  • Contato

Sobre

  • Politica de privacidade
  • Termos de uso
  • Sobre o Blog

Links úteis

  • Politica
  • Notícias
  • Viagens
error: O conteúdo está protegido !!